O Brasil nas ruas!

29.05.2019

 

Ainda não eram oito horas da manhã de um domingo chuvoso, aqui em Nápoles, quando acordei pensando no que estava para acontecer no Brasil. Habitualmente, como tem ocorrido desde 2013, eu estaria, hoje à tarde, participando da manifestação no Parcão. No entanto, estou longe da minha terra e, pela primeira vez, longe do som da rua, longe do Parcão de Porto Alegre.

 

Três horas da madrugada no Brasil... Arrumei um canto no quarto do hotel e gravei este vídeo:

 

 

Era uma forma de deixar meu recado, de reforçar a posição já expressa em artigo no meu blog, de convocar os brasileiros às ruas e, de modo um tanto estranho, ainda com cara de quem saiu da cama, dizer o que distingue este domingo na história das mudanças em curso no nosso país.

 

As demais manifestações se fizeram contra a corrupção, contra os estragos do petismo, a favor da Lava Jato, para pressionar Eduardo Cunha a dar início ao processo de impeachment, a favor do impeachment, a favor da prisão após condenação em segunda instância, chamando o STF à responsabilidade. Neste dia 26, porém, a situação é diferente. Desta vez, o tema é Brasil. Mais do que qualquer outra coisa é o bem do pais que está no foco dos discursos e do clamor popular. Não o vejo como mobilização bolsonarista, ainda que para muitos isso seja o essencial; vejo este domingo como dia de um ruidoso e democrático clamor pelo país, para ser ouvido pelos mais surdos canais auditivos do Congresso Nacional. O clamor de um país em perigo iminente!

 

Senhores congressistas, nós sabemos quem são e estamos vendo o que fazem. Nada é mais prejudicial e ultrajante quanto a lentidão em tempo de urgência, quanto o corpo mole quando a hora exige energia, quanto a ‘negociação de interesses’ quando o dever se impõe. Sim, os senhores podem fazer qualquer coisa, inclusive tudo o que não deveriam, mas não esqueçam de que, antes, a nação escolheu um caminho a seguir. Essa escolha foi a força vitoriosa do pleito e responde pelos mandatos da maioria dos senhores. Ouçam a voz das ruas e não se desviem dele.

 

É o que sinto junto com muitos brasileiros nestes dias em que, retomado o país pela força indômita das urnas de outubro, percebemos a mobilização dos que, devendo seus mandatos aos eleitores do Presidente, emitem claros sinais de haver perdido sintonia com o interesse nacional.

 

[ D'Vox ]

___

Percival Puggina é membro da Academia Rio-Grandense de Letras, arquiteto, empresário, político e escritor, integrante do grupo Pensar+. Tem um blog pessoal: Puggina.org.

 

Please reload

México, el profeta y la 'Revoluc...

Caso Floyd e a crise de uma civiliza...

1/15
Please reload

Términos del Servicio | Política de Privacidad

CR| opn: