Acompanhe em tempo real o segundo dia da audiência pública no STF sobre a despenalização do aborto n


​O ano passado o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) ajuizou no STF a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, na qual pede que a Corte declare inconstitucionais os artigos 124 e 126 do Código Penal, que reconhece o aborto como crime e impede sua realização. O PSOL pede à Corte liberar totalmente a prática, por qualquer motivo, durante o primeiro trimestre de gravidez.

Na audiência convocada pela relatora do caso, a ministra Rosa Weber, foram acreditadas para falar 45 organizações ou pessoas, das quais 31 tem um histórico pró-aborto e apenas 14 pró-vida. Ou seja, 69 por cento provável ou certamente pedirão à Corte que permita o assassinato de bebés em gestação, e 31 por cento defenderão que se respeite o direito à vida dos nascituros.

Cada expositor falará 20 minutos, os pró-vida terão 280 minutos ao todo, ou seja, 4 horas e media; em quanto os abortistas terão 620 minutos, pouco mais de 10 horas.

Como o lobby abortista não tem conseguido aprovar o aborto no Congreso Nacional, local adequado para essa discussão, optaram por obter a legalização a través do ativismo ideológico do poder judiciario, como aconteceu na Colombia.

A audiência se realizará nos dias 3 e 6 de agosto. Esta e a programação de hoje:

Dia 06/08/2018

08h40: Abertura dos Trabalhos

[ D'Vox ]

Términos del Servicio | Política de Privacidad

CR| opn: